terça-feira, 15 de maio de 2007

A SENDA DIVINA DA BRUXARIA TRADICIONAL



A FORMAÇÃO NO COLEGIADO TRADICIONAL DE BRUXARIA TRADICIONAL.


Quando uma alma responde espontaneamente ao chamado da Deusa Mãe, chamamos isso de "Senda Divina". Fica evidente que não foi pela primeira vez que a ouviu, ou que sentiu necessidade de encontrar seus irmãos de Religião.Significa que em vidas passadas atravessou o véu do templo, e guarda na alma sua história, e no subconsciente está uma vasta memória das suas origens.Sabemos que quanto mais cedo a alma encontrar seus semelhantes encarnados neste momento histórico, mais fácil será encontrar sua família cósmica. Porque só podemos encontrar a nossa verdadeira família cósmica buscando junto aos vários grupos de pagãos.Aí, então, passamos a sentir uma saudade, sem saber do quê e de quê, até que finalmente encontramos um grupo afim e o identificamos como a nossa família cósmica verdadeira. A partir de então, o caminho que a alma tem a seguir está traçado na sua formação missionária inconsciente, que só será desvendada quando o despertar da luz divina se estabelecer na formação da (o) iniciada (o) de forma correta e normativa, dentro de um sistema de Colegiado, para que, depois de muitos estudos e trabalho cuidadoso e precioso, se desvendem os véus restantes, os quais chamamos de "Teias Sensoriais".A disciplina da Senda não pode ser aprendida em livros; só a experiência nos dá a realização, e as vivências, a prática.Primeiro, luta-se para adquirir o domínio de si mesma (o), que é a busca incansável do autoconhecimento. Pois sabe-se que só a real e verdadeira segurança de quem se é como Bruxa (o), e a do que se quer realizar, é que proporcionará a necessária serenidade em todas as circunstâncias que se apresentem, onde tenha que suportar o que não puder ser remediado.A Bruxa (o) é preparada (o) para ser um ser humano imperturbável, porque aprende a se dominar completamente, desenvolvendo ao longo dos anos de Colegiado, hábitos de completo domínio sobre as emoções, através de duros exercícios e treinamentos para a lapidação do Ego.O domínio das emoções - uma vez, pois, que tenha conseguido esse controle automaticamente, também saberá controlar com responsabilidade os poderes adquiridos pelo conhecimento dos mistérios.A Bruxa (o) é treinada (o) para voluntariamente e alegremente reconhecer a Senda Divina, respeitá-la e defendê-la valente e elegantemente.Sim, elegantemente, pois um dos princípios prioritários das virtudes desenvolvidas pelo treinamento da Bruxaria é o refinamento do ser e, assim, se tornar uma mulher (homem) elegantemente refinada (o); culturalmente, socialmente e constitucionalmente.A Bruxa (o) vive a vida diária de acordo com os Princípios das leis que regem o universo, procurando liquidar os ranços enraizados no psiquismo existencial, com os quais foi condicionada (o) ao longo dos últimos dois mil anos, de forma a compreender verdadeiramente o significado da LIBERDADE DE EXISTIR, e fazer jus a ela conscientemente.Entende que é dever individual e coletivo, como missionária (o) da Deusa Mãe, resistir a todas as injustiças e impor a lei da Paz entre os homens, preservar todos os seres vivos deste grande útero que nos acolhe, que é o Planeta Terra, conquistando assim a libertação dos Deuses nos corações preconceituosos dos homens.Das experiências assim vividas, provém a preparação da alma para o avanço dos mistérios da Deusa, uma vez que já se tenha ganhado a graduação necessária para ser uma condutora de almas no caminho do oculto.Lembramos que é muito comum que algumas almas de Bruxas (os), que já tenham avançado nos caminhos dos mistérios, se deixem prender de novo por laços de cadeia física, caindo nas armadilhas do ego, forjando assim novas cadeias cármicas - na maioria das vezes, essas quedas se devem às paixões dos sentidos e da vaidade. Assim sendo, a vigília das emoções deve ser como um ritual diário, observando constantemente as fraquezas do ego.As regras da Senda Divina não constituem um código escrito por nenhum líder religioso, nem exigem uma conformidade cega. Mas, sim, a dedicação, o comprometimento e a devoção a um ideal que implica em autoconhecimento e autodisciplina, com o objetivo de alcançar a plenitude de um ser que integra o sistema coletivo da espécie humana, para juntos formarem a grande engrenagem cósmica universal.O crescimento da alma da Bruxa (o) vai se produzindo através de numerosas encarnações, e em cada uma das etapas deste desenvolvimento, vivem-se novas experiências de acordo com cada momento histórico, entretanto, mantém-se o mesmo objetivo sempre, pois esse pertence à essência primordial de cada ser.No Colégio Oficial de Bruxaria Tradicional, aprendem-se, além de tudo, os princípios espirituais que governam todas as coisas dentro das leis cósmicas básicas, bem como as leis mais complexas, como as (...) do Tao e da Física. Eis por que não se pode estabelecer nenhuma diretriz geral inflexível para o aprendizado, pois (...) cada ser tem seu próprio ritmo e estágio cármico e cósmico, dependendo da sua SENDA DIVINA neste momento histórico.Ensina-se um principio básico às (aos) postulantes do caminho, que é a necessidade da autodisciplina e do autoconhecimento. Para as iniciadas (os), tudo isso e muito mais, através da necessidade dos experimentos de si mesmas (os), do comprometimento e do crescimento como um todo.Às graduadas (os) se ensina (...) aplicar os princípios éticos das habilidades adquiridas, (...) seguir seus ideais e realizar seus sonhos, pois só quando se realiza um sonho se é verdadeiramente feliz, e uma Bruxa (o) é uma mulher (homem) feliz. Só quando se é feliz, se é leal e fiel. Só a quem é fiel e leal pode-se confiar pequenos mistérios, e quem detém pequenos mistérios é capaz de compreender grandes segredos.A iniciada (o) está sempre reavaliando a sua SENDA DIVINA, para compreender o seu crescimento. Sabe que sua verdadeira conquista está exatamente na liberdade da alma, e que essa só se torna real com a evolução da sabedoria.A Bruxa (o) vive gloriosamente, porque vive fazendo o caminho de fora para dentro, buscando filtrar tudo o que deve e o que não deve deixar entrar no seu templo sagrado, que é seu ser inviolável. Tem consciência dos seus erros, sem fantasias ou culpas infundadas. Sua noção de segurança individual e coletiva lhe promove uma vida de bem-aventurança pela virtude da prosperidade e da abundância.Finalmente, a Bruxa (o) aprende a se purificar vivendo com realismo, dentro da sua verdade, porém com a simplicidade dos Deuses, sem se abster das coisas que lhe foi permitido reger e proteger.Por tudo acima descrito, é que costumamos afirmar que: "no caminho da Bruxaria são muitos os que buscam, e muito poucos os que chegam."Assim foi, assim é, e assim será para o bem de todos!-

Graça Azevedo/ SENHORA TELUCAMA -

Suma Sacerdotisa do Templo Casa Telucama

Um comentário:

roberval_levi disse...

Feliz encontro,feliz desencontro e Feliz reencontro!Parabens, concordo plenamente com a vossa discernimento.E espero que possamos manter contato.Abencoada seja!Desculpe,meu tc, esta com problema.